Imagem capa - Por onde começar a organizar o casamento? por Cleber Belizario

Por onde começar a organizar o casamento?


Essa é uma dúvida muito comum para quem está iniciando o planejamento do grande dia. O casamento é composto de muitos detalhes, por isso, também é comum a noiva perguntar para uma amiga que se casou recentemente como ela iniciou esse processo. Até parece ser uma boa estratégia, mas infelizmente não é a mais ideal, isso porque, cada noiva, cada casal tem uma percepção diferente do que é prioridade.

Pensando nisso, busquei informações de 3 formas diferentes e vou esboçar aqui o que pode ser um começo para planejar o seu casamento.

1º Pesquisa em blogs especializados: Provavelmente muitas noivas já fazem isso;

2º A segunda fonte de informações foi com os profissionais de assessoria: Eles estão totalmente ligados e antenados em tudo, sem falar que, eles são os grandes responsáveis por colocar em prática, de forma ordenada, as ideias dos casais;

3º Por fim, e não menos importante, a minha experiência como fotógrafo de casamento: Todas as experiências vivenciadas ao longo dos anos no ramo de casamento me dão autonomia para ajudar a responder essa pergunta.

Provavelmente vocês já têm uma noção dos primeiros passos a serem dados para chegar ao altar. No entanto, é importante que o casal faça uma planilha com todo o cronograma e ordem de tarefas, já que existem prioridades e sequências fundamentais para conseguirem organizar satisfatoriamente toda a cerimônia.

Como são vários aspectos que permeiam este momento lindo chamado casamento, ter um planejamento minucioso é fundamental, para que nada passe despercebido.

Vocês já sabem, a ideia aqui é agregar informações para que vocês possam avaliar melhor a tomada de decisões. Cada casal é único e a sequência dos passos que irei apresentar, pode mudar um pouco de acordo com a forma de abordagem de cada um. 

Segue então a sugestão dos passos, em ordem de prioridade, para organizar o seu casamento.



1. Marcar a data

A data é o início de tudo! Ela vai determinar uma série de decisões que vai, desde o estilo do casamento, até a viagem de lua de mel do casal. Organizar e planejar sem ter uma data, é desperdiçar energias. É importante que a data proporcione o tempo necessário para cuidar de todos os detalhes. O que sugiro para todos os meus casais é : que haja um tempo entre um ano e meio a dois anos de antecedência. Não pessoal, não é muito tempo! Passa muito rápido e são muitos detalhes a serem resolvidos.

2. Ter um orçamento inicial

É muito importante que o casal tenha um orçamento inicial e determinem o quanto querem investir no seu casamento. Isso vai ajudá-los a priorizar alguns detalhes e a definir, inclusive, os locais que pensam em fazer seu casamento.

3. Qual estilo quero fazer meu casamento

Toda noiva já tem exatamente a ideia formada de como gostaria que fosse seu dia, se será tradicional, clássico, “boho” ou ao ar livre. Não importa o estilo que o casal vai adotar, mas ter essa resposta ajuda a determinar detalhes da sua cerimônia ou a decoração da sua recepção. Fazer algumas escolhas com esse conceito já definido, seguramente pode facilitar a vida de vocês.

4. Fazer a famosa lista de casamento

Este item, além de ser muito comentado, costuma trazer uma pequenina dor de cabeça para os noivos, mas ter uma pré-lista de convidados ajuda a definir por exemplo o tamanho da igreja ou espaço de eventos para a realização do seu casamento. Olha como é interessante e a maioria dos noivos pulam essa etapa, não dando a devida importância a ela. Mas é claro que essa lista na maioria das vezes sofre alterações, no entanto, aqui nesta sugestão de passos e prioridades ela tem mais o objetivo de projetar para o casal uma ideia de estrutura que seu casamento precisa ter.

5. Definir o local onde será a recepção dos convidados ou até mesmo o local do casamento

Aqui quero fazer uma ressalva. Se o local do casamento for o mesmo local da recepção, deve então ser prioridade número 1.

Algumas reservas precisam ser feitas o quanto antes, entre um ano e meio a dois anos. É o caso de igrejas e espaços de festas.  

6. Assessoria

Bom, após esses cinco primeiros passos vocês vão perceber que organizar um casamento não é uma tarefa fácil. Devido à quantidade de detalhes, não é simples administrar tudo sozinho. E então nota-se a importância de contratar um assessor de casamento. Ele vai saber ordenar tudo, orientar o casal sobre os próximos passos e fazer a ponte com todos os seus fornecedores. Além disso, este profissional vai assumir algumas tarefas mais complexas como: analisar contratos, fazer visitas técnicas, alinhar os desejos dos noivos com seus fornecedores, entre outros. Resumindo, o(a) assessor(a) é o(a) responsável por fazer com que seu sonho, com todos os detalhes pensados, saia exatamente como deve ser. Eu falo bastante da importância deste profissional no nosso blog, vale a pena a leitura!

7. Fotografia e vídeo

Aqui eu quero que vocês pensem comigo. O que vai ficar depois do dia do seu casamento? Quais os registros que vocês vão poder olhar e sentirem novamente toda a emoção daquele dia? Fotografia e vídeo estão aqui como prioridade 7, mas poderiam ser facilmente um dos primeiros itens da lista, simplesmente porque todo o sonho só será concretizado por esses profissionais. Assim como os espaços de eventos e igrejas são muito concorridos, os fotógrafos precisam ser procurados e agendados com muita antecedência. Algumas noivas, antes mesmo de marcar a data do seu casamento, já sabem qual profissional vão procurar para fazer suas fotos. Isso tem a ver com o estilo que ela imagina para seu casamento, pela identidade e sintonia com algum profissional específico. Estamos falando de um trabalho personalíssimo, onde o diferencial é o olhar na hora de registrar a cena. Além disso, esses profissionais costumam fazer apenas um evento por data. A dica é começar a buscar e a conhecer o trabalho do profissional com bastante antecedência. Ter a história do casal escrita em forma de imagem e contada com sensibilidade: eis o desejo de toda noiva.